Cunhados transformam queima de estoque a R$10 em negócio milionário

Os produtos vendidos nas unidades da rede são comercializados por até R$20 atualmente (Léo Barrilari)

Em 2016, no auge da crise que atingiu o Brasil em cheio, Alexandre Stamm, dono de uma loja de roupas populares, encontrou dificuldades para fazer o negócio funcionar. Com a inflação e o desemprego em alta pediu a ajuda do cunhado, Sebastian Raimondi, para resolver o problema. Em um mês dentro da operação, o empresário, que é administrador de empresas, tentou diversas soluções, mas nada funcionava. A fala de uma cliente, no entanto, mudou o rumo do estabelecimento que mais tarde viria a se chamar Barato Express.

“Troquei os produtos de lugar, contratei carro de som e tentei motivar os funcionários. Mas nada adiantou. Um dia, dentro da loja, escutei uma senhora dizer que achava aquilo ali muito caro. Ela se referia a uma blusinha que custava R$30. Chamei o Alexandre, expliquei a situação e resolvemos queimar todo o estoque por R$10 antes que tivéssemos ainda mais prejuízo”, explica Sebastian, sobre a ação que mudou o rumo da loja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *